<< PÁGINA PRINCIPAL >>

<><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><>    

Homeopatia

<><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><>    

Homeopatia e Astrologia

( A "Lei de Correpondência" em Ação )

“Saúde  é a relação adequada entre o microcosmos, que é o homem, e o macrocosmos, que é o universo. Doença é a ruptura dessa relação.” ( Dr. Yeshi Donden, médico do Dalai Lama)

O que teriam em comum personalidades tão distantes no tempo e no espaço como Hipócrates, considerado o pai da medicina ocidental, Paracelso, um médico e alquimista da idade média, e Samuel Hahnemann, o iniciador da medicina homeopática? Estes três homens reconheceram e utilizaram nas mais variadas formas uma lei universal, que é descrita por Paracelso da seguinte forma: “Assim como é em cima, é em baixo”.  Essa lei universal tem sido redefinida nos mais variados campos da ciência. Ela é a base da astrologia moderna. Jung a introduziu no campo da psicologia com o nome de “ princípio da sincronicidade”.

O princípio básico da Homeopatia, a lei da similitude, diz: “Semelhante cura semelhante”. Tal princípio nada mais é do que uma utilização práticia, a nível da saúde, da lei universal descrita por Paracelso. Isso explica a afirmação Hipocrática de que um médico que não conhecesse a astrologia não estava preparado para o exercício de sua profissão.

Na idade média, os médico-astrólogos acompanhavam a saúde dos reis através de suas cartas astrológicas; um exemplo de um famoso médico-astrólogo foi Nostradamus. Na renascença, astrônomos conceituados como Copérnico e Kepler levararam a uma ampliação do crédito na astrologia.

Nos dias atuais, pode parecer bizarro a união entre a medicina e a astrologia. E nem poderia ser de outra forma, já que a medicina tem se tornado uma ciência da especialização e da divisão.

No entanto, a medicina homeopática prioriza o homem como um todo, e nesse sentido continua  sendo fiel aos princípios hipocráticos. Em seu estudo sobre alquimia Paracelso afirmou: “A fim de alcançar o verdadeiro significado da alquimia e da astrologia, é necessário ter uma clara concepção da íntima relação e identidade microcosmo com o macrocosmo, e de sua interação. Todas as forças do universo estão potencialmente presentes no homem e no seu corpo; todos os órgãos humanos nada mais são do que produtos e representantes dos poderes da Natureza.”

E em que a astrologia poderia auxiliar o homeopata em sua busca da totalidade e de uma compreensão mais ampla de seu paciente? Gostaria de enumerar algumas utilizações práticas da astrologia no âmbito da clínica:
* Através mapa astrológico, fica mais fácil a identificação de áreas de vulnerabilidade e de sofrimento, tanto a nível emocional quanto físico.
*Através de uma anamnese mais dirigida, o homeopata pode descobrir “pontos frágeis” que de outra forma poderiam passar desapercebidos.
* Como o mapa astrológico revela características de personalidade, fica mais fácil conhecer em profundidade um paciente que, por exemplo, se limite a seus sintomas físicos, não oferecendo ao médico dados de seu temperamento.
*O  mapa ajuda a enxergar melhor um “quebra-cabeças” aonde faltam algumas peças fundamentais para o homeopata.
*Em se tratando de bebês ou crianças pequenas, muitas vezes o homeopata fica limitado ao relato dos pais. O mapa astrológico auxilia no reconhecimento prévio do potencial daquela personalidade, ajudando na eleição de medicações mais adequadas.
*Através dos trânsitos, ou seja, dos cicIos astrológicos, o médico pode acompanhar o paciente em seus processos de vida, já sabendo com uma certa antecedência em que momentos a energia vital poderá ser alterada pelas inevitáveis mudanças da vida, espelhadas no mapa astrológico.
*Graças à sinastria, ou seja, à comparação entre dois ou mais mapas, o médico pode entender melhor o relacionamento entre pais e filhos, ou entre um casal, já conhecendo de antemão pontos de dificuldade ou de atrito. Dessa forma, ele atuará de forma mais precisa.

Muitas outras utilizações poderiam ser citadas. O casamento entre a astrologia e a homeopatia tende a ter um final feliz, já que ambas utilizam a mesma linguagem, ou seja a visão do todo, e se baseiam no mesmo princípio universal. Na chegada da Era de Aquário, é o momento de se resgatar instrumentos que colaborem para o bem estar do homem enquanto indivíduo e também do coletivo. A astrologia e a homeopatia estarão mapeando importantes caminhos na ânsia do ser humano em se religar com a harmonia do Universo.

Júlio César Parreira Lima
Fonte: Jornal Universus
<><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><>   

<><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><>   

<< PÁGINA PRINCIPAL >>

 

Free Web Hosting